Vocabulary Bank

 Em outro post falamos sobre como o caderno do CELLEP é cheio de informações e dicas bastante úteis e prometemos um texto sobre como organizar o novo vocabulário de forma eficiente. Então vamos lá!

Repare que as últimas páginas do seu caderno são marcadas de A a Z. Como dissemos anteriormente, elas não são uma agenda de telefones, e sim um Vocabulary Bank, um espaço para você concentrar todo o novo vocabulário que vai aprendendo ao longo do curso. Note também que há uma coluna mais estreita e outra mais larga.

Sempre que aprender uma palavra ou expressão nova, anote-a na coluna menor e especifique que tipo de termo é: noun, adjective, adverb, verb, idiom, expression etc. Se for um verbo, especialmente um dos irregulares, escreva logo abaixo as formas no passado e no past participle.

Na coluna mais larga, escreva ao menos uma frase aplicando a palavra nova. Saber como utiliza-la em uma frase é tão importante quanto seu significado e, ao inseri-la em um contexto que lhe seja familiar, será muito mais fácil lembra-la mais tarde.

Você pode tornar seu Vocabulary Bank ainda mais completo se acrescentar a pronúncia desse novo termo e suas derivações. Se julgar absolutamente necessário, registre também seu significado em português (evite fazer isso se o contexto já for suficiente; em casos como o de worth, por exemplo, associar seu significado a “valer a pena” pode ajudar muito).

Veja um exemplo de como fazer isso:

Outrageous (adj) shockingly bad or excessive; offensive
/aut-rêidjãs/
  • R$ 800,00 for a pair of sneakers is an outrageous price to me!
  • ·My former boss got fired after his outrageous email to our company’s Vice-President.

 

outrageously (adv)

outrageousness (noun)

Overcome (verb)to succeed in dealing with a problem or difficulty,
to defeat someone/something in a competition/over-kâm/

  • I finally overcame my fear of heights by going skydiving.
  • Germany was overcome by Brazil in the 2002 World Cup final.

overcame (past)
overcome (past part)

 

Viu só?

Invista um pouco de tempo para criar seu próprio vocabulary bank: você perecebrá que os resultados valem muito a pena!

COP 17 discutirá a sobrevivência de Acordo de Kyoto

Começou nesta segunda-feira em Durban, na África do Sul, a Conferência das Partes (COP 17), que vai discutir a aprovação de uma emenda que prorrogará o Protocolo de Kyoto até 2020. O acordo global vigente obriga as nações consideradas desenvolvidas, que mais emitem gases de efeitos estufa (exceto Estados Unidos), a reduzir o envio de carbono à atmosfera, determinante para reverter o aumento da temperatura global. Mas o que preocupa os países envolvidos é o fato de o tratado expirar em 2012 e ainda não existir uma nova proposta para substituí-lo. Os Estados Unidos – que não são signatários – com sua postura inflexível corre o risco de influenciar Rússia, Japão e Canadá. A União Européia, por sua vez, esta aberta a negociações.

O COP 17 também irá debater a regularização de o “Fundo do Clima Verde”, criado oficialmente em 2010 durante a COP 16, realizada no México. O debate pretende canalizar até 2020 o montante de US$ 100 bilhões por ano para ajudar países em desenvolvimento a enfrentarem a mudança climática global. Uma coisa é certa, o futuro do nosso planeta poderá ser decidido depois desse encontro.

Thanksgiving Day na Filial CEL LEP Lapa

A última quinta-feira, dia 24 de novembro, foi especial no CEL LEP Lapa. Durante a semana que antecedeu o dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, comemorado na quarta quinta-feira do mês de novembro,  os alunos receberam uma folha colorida e foram convidados a completar a frase: I’m thankful for…… Assim, entenderam o significado desta data para os americanos e entraram no clima de agradecimentos pelas conquistas realizadas. Uma grande árvore foi sendo formada com as contribuições dos alunos. No Thanksgiving Day, algumas delas foram sorteadas e o autor ganhou uma lembrança da escola pela participação. Veja as fotos:

Faça o Superintensivo do CEL LEP e tire ótimo proveito das suas férias

No período de férias a cidade fica mais tranquila, com menos trânsito e pessoas nas ruas. Ai é hora de fazer tudo aquilo que, também por conta da correria do dia a dia, nem sempre temos tempo. É uma ótima oportunidade para melhorar a desenvoltura no idioma e ainda dar um upgrade na carreira  e nos estudos.

As filiais do CEP LEP já têm a programação do Superintensivo de janeiro 2012. Em apenas um mês, você conclui um estágio de inglês ou espanhol, sem alterar a carga-horária do curso. São quatro aulas semanais de 50 minutos cada uma.  E ainda com um superdesconto! 30% a menos do valor atual da tabela. Veja o depoimento de quem já fez e aprovou.

Então, não perca tempo!

Para mais informações consulte o site do CEL LEP ou entre em contato pela Central de Atendimento: 3742-7728.

Doing successful business with the Chinese

Doing business with Chinese companies has become ever more common. But do you know how to act and deal with clients or suppliers with a culture so different from ours? Here we list eight (you will see why) of the most important things you should have in mind:

 1. The Chinese consider exchanging business cards the same way we consider a handshake. They exchange business cards the moment they greet you. People often present their business cards to you with both hands. Take them with both hands. Don’t put the card away immediately, but place it on the table or hold it in your hand for some time. Make an effort to look at the person’s title. Take plenty of business cards with you when you go to China.

 2. They enjoy small talk and want to learn more about you, so initial meetings don’t usually produce significant results. They need to feel that they are “connected” with you before you close a deal with them, observing one another’s behavior over time before they’ll do big business.

 3. Avoid wearing certain colors: White is the color of mourning/funerals in the Chinese tradition. Red, suggesting power, prosperity and authority, is the preferred color.

 4. To make things happen in China, you have to know people. “Knowing” is what the Chinese mean by “guan xi” or “connections.” When you cultivate “guan xi” with people, your business relationship will improve a lot too.

 5. Always be formal in addressing people. Call them by their last names and make sure you respect the titles and ages of the people you are dealing with.

 6. Don’t expect much eye contact. In China, it’s quite common not to look at someone in the eye when talking to them. That doesn’t mean they’re not paying attention.

 7. Don’t take their saying “yes” literally to mean affirmative. Chinese people have a habit of saying “yes” to show that they’re paying attention or understand what you say. In such a context, the word “yes” doesn’t mean that they agree with what you say or with your terms.

 8. Many Chinese people are superstitious about numbers and that must be respected. For example, the number 4 in Chinese rhymes with “death” or “failure.” Many people try very hard not to have their house numbers or telephone numbers contain the numeral 4. The number 14 is even worse. The Chinese for 14 rhymes with “sure to fail, sure to die.” Numerals 3 and 8 are “good.” The numeral 3 in Chinese rhymes with “growth,” while the numeral 8 rhymes with “prosperity.” It’s no coincidence that the Beijing 2008 Olympic Games’ opening ceremony was scheduled for August 8th (08/08/08) at 8 pm.

Remember those tips and good luck!

CEL LEP Vila Madalena conclui curso com intercambistas do Rotary

O CEL LEP Vila Madalena encerrou no dia 23 de novembro, em clima de festa e confraternização, o curso de português para os grupos de intercambistas do Distrito 4610 do Rotary. As duas turmas, com 23 estudantes provenientes de várias partes do mundo e idades entre os 16 e 21 anos, participaram do curso de português que teve duração de dois meses. A experiência faz parte da parceria entre o Rotary e o CEL LEP e neste ano comemora a sua quarta edição. O CEL LEP disponibilizou todo o material didático para as aulas de português que foram ministradas pela professora Denise Monteiro da Silva.

A cerimônia de conclusão contou com a presença de Raul Casanova, representante do Rotary, e do presidente do CEL LEP, o professor Walter Toledo Silva. Os jovens fizeram pequenas apresentações sobre os seus países de origem. Alguns deles exibindo elegantes trajes típicos. E agora chegou a vez do momento tão esperado: férias!!!!

O grupo que se despediu da unidade Vila Madalena já está, literalmente, de malas prontas para uma nova etapa do programa de intercâmbio: conhecer o nosso país por meio de “A Grande Viagem pelo Brasil”, um roteiro para descobrir as nossas principais localidades turísticas. Serão 25 dias de muito sol, praias, iguarias, passeios, descontração e alegria.

 Nós do Blog CEL LEP desejamos boas férias a todos vocês!

 

A moment to speak your mind

Do you ever feel you have a lot to say to your classmates, to your teacher, to the world? Do you enjoy the speaking moments in class and wish they could be even longer? So you must know about the Conversation Classes.

We’ve been telling you about how to make the most out of your CELLEP experience, and the Conversation Classes are part of that great package.

They’re focused on communication – as the name suggests – and a fantastic opportunity to meet new people, get across your ideas, speak your mind. There are countless topics and different dynamics that will vary from class to class and from branch to branch, and that’s where the fun is: having a new, surprising environment every time.

Check with your teacher and the secretaries at your branch and sign up for the next one. Invite your friends. Live up the CELLEP experience!

3rd CEL LEP Cultural Fair “ROCK AT CELLEP”

O CEL LEP Lapa tem o prazer de anunciar o tema da feira cultural do curso TEENS para o 2º semestre de 2011: “Rock at Cellep”.

A equipe da filial começou a realizar as feiras culturais no 2º semestre de 2010 e os resultados foram surpreendentes. O envolvimento de todos os alunos com um projeto em comum propicia maior e melhor interação entre os colegas de sala. A sensação de pertencer ao grupo confere mais confiança aos alunos para participar das aulas e, como consequência, eles obtêm melhores resultados.

O trabalho em equipe, a negociação, o respeito a diferentes idéias e opiniões são algumas das habilidades que o CE LEP busca desenvolver em seus alunos, além do aprendizado da língua estrangeira. O inglês é uma ferramenta muito importante para a navegação no mundo globalizado, mas não é a única. Habilidades de socialização e conhecimentos culturais também são essenciais para que os jovens possam potencializar suas conquistas na vida adulta.

Além disso, é claro, os projetos culturais no CEL LEP possibilitam que os alunos se divirtam enquanto praticam o idioma e guardem ótimas lembranças de sua fase escolar.

Sua participação é fundamental para que a terceira edição da feira cultural do CEL LEP Lapa também seja um sucesso!

Dia 1 de dezembro (quinta-feira)

Início das apresentações: 14h30

Local: CEL LEP Lapa – Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 73

Tel: 3837-0522

 A escola já está toda decorada para receber os alunos e seus convidados. Confira o álbum de fotos no Facebook!

Universidades “b” dos EUA se esforçam para atrair alunos brasileiros

“Yes, the book is on the table!” Enfim, a frase mais manjada da língua inglesa pode não ser usada em vão.

Algumas das mais de 4.000 universidades americanas querem que você, estudante brasileiro, coloque o tal “livro sobre a mesa” na sala de aula delas.

O assédio começa em várias feiras de educação, nas quais instituições gringas prometem mundos e fundos para o jovem daqui dar “bye, bye” ao Enem e optar por um curso de graduação nos Estados Unidos.

Na semana passada, um desses eventos acontecia em um hotel de São Paulo. Lá, Jhonathan Bruno, 18, ia de mesa em mesa para ouvir o que 26 faculdades tinham a oferecer.

Nos folhetos, estrangeiros entre “cheerleaders”, futebol americano e as famosas fraternidades de alunos. Nenhuma bancada de Harvard ou Stanford, para citar duas das mais prestigiosas escolas dos EUA. Mas tudo bem. Bruno quer cursar teatro e gostou da Pace University –ela fica em Nova York, casa da Broadway, justifica.

Para muitos interessados no diploma americano, a excelência acadêmica não é decisiva. Pesam mais fatores como preço e facilidade para entrar.

“Você procura as grandes universidades, mas nem sempre elas são perfeitas para você”, diz o americano Andre Cordon, diretor do departamento internacional da Pace.

Ao vender seu peixe, Sam Heikinen, diretor da Snow College (algo como “faculdade da neve”), apela para o caxias que existe dentro de todos nós. “Nós sequer temos um bar na cidade!”

Se você for do tipo que gosta de sair, ele tenta outro argumento: a faculdade oferece viagens para Las Vegas. Ela fica no pouco badalado Estado de Utah, numa cidade com menos de 15 mil habitantes. O custo médio, com moradia e seguro inclusos, é de US$ 17,5 mil o ano –o que dá uns R$ 2.500 por mês.

PEDE PRA ENTRAR

O processo de admissão nos EUA é diferente. No Brasil, você faz vestibular e pronto. Lá, as universidades consideram vários fatores –até habilidades em artes e esportes.

Entrar nas “faculdades de grife” pode ser um processo penoso. Que o diga a brasileira Melanie Vladimirschi, 18. Ela estuda há dois meses na conceituada Universidade da Pensilvânia, gastando em torno de US$ 5.500 mensais (R$ 9.600).

Além de notas altas no histórico escolar e de cartas de recomendação de professores, é necessário fazer o SAT (espécie de Enem americano) e um exame de inglês.

Melanie também ressaltou atividades extracurriculares, como uma coluna no jornalzinho da escola. O soco é mesmo no estômago. “Os refeitórios nem se comparam à comida brasileira. Nós [brasileiros] sempre brincamos que vivemos comendo sanduíche, salada e cereal para evitar hambúrguer, hot dog e bacon.” Por outro lado, a universidade tem um ótimo programa em comunicação, área que a interessa.

*Texto adaptado da Folhateen

Alunas do CEL LEP Brooklin conquistam certificado do curso avançado

As alunas Juliana e Stella, da filial Brooklin, estão no CEL LEP desde o curso básico e em novembro tiveram muito que comemorar! Receberam o certificado de conclusão do curso avançado de inglês.  Um merecido reconhecimento pelo esforço que fizeram para esta conquista.

Congratulations, Juliana and Stella!

CEL LEP wishes you all the best success!